Municípios da região selecionados para o programa Mais Médicos

Novos profissionais serão selecionados para o programa Mais Médicos (foto: i44 News)

O Ministério da Saúde divulgou nesta segunda-feira (13) o novo edital do Programa Mais Médicos, que terá 255 vagas distribuídas em 147 municípios da Bahia. 28 municípios de Sergipe foram selecionados, num total de 45 vagas. No Brasil, serão 2 mil profissionais, em 790 municípios.

A cidade com maior número de vagas na Bahia é Itaberaba, na região da Chapada Diamantina, que receberá sete médicos. Em seguida estão Jequié e Vitória da Conquista, cada uma com seis. Já Feira de Santana e Teixeira de Freitas, no sul baiano, terão cinco vagas cada. Não haverá seleção para Salvador. Em Sergipe, Nossa Senhora do Socorro foi o mais beneficiado, com 5 vagas no total. Poço Redondo ficou com 4 vagas.

Na nossa região, Heliópolis, Banzaê, Biritinga, Nova Soure, Abaré, Rio Real, Rodelas, Santa Brígida e Sátiro Dias receberão 1 médico cada. Teofilândia, Serrinha, Euclides da Cunha, Araci, Uauá, Tucano, Olidina, Entre Rios e Paulo Afonso receberão 2 médicos. Em Sergipe, Lagarto receberá 1 só médico; Tobias Barreto e Simão Dias terão 2 profissionais.

Para participar do Programa Mais Médicos é necessário ter registro brasileiro. As inscrições devem ser feitas entre os dias 27 e 29 de maio, através do site do programa (http://maismedicos.gov.br/). Toda a documentação deverá ser enviada pela internet, no ato de inscrição.

Em caso de vagas remanescentes, haverá uma segunda convocação pública direcionado para médicos brasileiros que se formaram no exterior e que já estejam habilitados para exercer a profissão em outros países.

Os médicos selecionados devem começar a atuar em junho em todos os mu

nicípios brasileiros. A maioria das vagas é para áreas com dificuldade de acesso, como comunidades indígenas, ribeirinhas, fluviais e quilombolas.

Por conta disso, segundo o Ministério da Saúde, o edital prevê critérios de classificação para “garantir a seleção de profissionais qualificados, preferencialmente com perfil de atendimento para a Atenção Primária”. Os profissionais mais procurados são os especialistas ou que fizeram residência médica em Medicina da Família e Comunidade.

Entre janeiro e março deste ano, no lançamento do primeiro edital, 1.052 médicos selecionados desistiram de participar do programa. Com isso, apenas 15% das vagas foram preenchidas por médicos brasileiros após a saída dos cubanos.

Landisvalth Lima

Professor, escritor e jornalista. Editou os jornais A Voz da Região (Serrinha-Ba), Tribuna do Nordeste (Ribeira do Pombal-Ba) e A Voz do Sertão (Heliópolis-Ba). Trabalhou na Rádio Difusora de Serrinha e foi repórter colaborador dos jornais Correio da Bahia e Jornal da Bahia. É autor dos livros A mulher do Pé de Cabra, Cariri Sangrento e A Esquerda Bastarda (romances); Patologias Educacionais do Semiárido Baiano (Tratado) e O Avesso do Exato (poesia). Foi professor de Língua Portuguesa dos colégios Brasilia e Colégio do Salvador (Aracaju-Se), Waldir Pires (Heliópolis-Ba), Evência Brito (Ribeira do Pombal-Ba) e Colégio Professor João de Oliveira (Poço Verde-Se). Atualmente mantem o Landisvalth Blog, é professor e Vice-Diretor do Colégio Estadual José Dantas de Souza e administrador e editor do Contraprosa.

Deixe uma resposta