Abuso intolerável

                                                                     Bianca Menes*

Bianca Menes escreve sobre relacionamentos abusivos na sociedade moderna (foto: Arquivo pessoal)

Promulgada pela ONU, em 1948, a Declaração Universal dos Direitos Humanos garante a todos os indivíduos o direito à vida, segurança e bem-estar social. Entretanto, os crescentes casos de abuso em relacionamentos afetivos no mundo têm tomado uma proporção tamanha, impedindo assim que as vítimas desfrutem dessa seguridade.

 Sabemos que a relação amorosa entre dois indivíduos é algo comum em uma sociedade, sendo eles responsáveis por amor e felicidade um do outro. Entretanto, segundo a ONU, três em cada cinco mulheres sofrem violência em um relacionamento afetivo. Observa-se então que a masculinidade excessiva e possessiva se comporta como uma doença causando danos severos, tanto físicos como mentais nas vítimas, muitas vezes irreversíveis.

 Fica evidente, portanto, que esse problema de abuso em relacionamentos não pode ser tolerado. É necessário, então, que o ministério da segurança, em parceria com as secretárias municipais, intensifique e amplie os programas já existentes. Exemplo disso é a Lei Maria da Penha, criada com o objetivo de proporcionar instrumentos que coíbam, previnam e erradiquem a violência doméstica e familiar contra a mulher, garantindo sua integridade física, psíquica, sexual, moral e patrimonial. Dessa forma trará segurança a elas e despertará em outras a coragem de denunciar o seu agressor.

            *Bianca Menes é aluna do 3º ano do CEJDS e colabora com o portal Contraprosa.

Landisvalth Lima

Professor, escritor e jornalista. Editou os jornais A Voz da Região (Serrinha-Ba), Tribuna do Nordeste (Ribeira do Pombal-Ba) e A Voz do Sertão (Heliópolis-Ba). Trabalhou na Rádio Difusora de Serrinha e foi repórter colaborador dos jornais Correio da Bahia e Jornal da Bahia. É autor dos livros A mulher do Pé de Cabra, Cariri Sangrento e A Esquerda Bastarda (romances); Patologias Educacionais do Semiárido Baiano (Tratado) e O Avesso do Exato (poesia). Foi professor de Língua Portuguesa dos colégios Brasilia e Colégio do Salvador (Aracaju-Se), Waldir Pires (Heliópolis-Ba), Evência Brito (Ribeira do Pombal-Ba) e Colégio Professor João de Oliveira (Poço Verde-Se). Atualmente mantem o Landisvalth Blog, é professor e Vice-Diretor do Colégio Estadual José Dantas de Souza e administrador e editor do Contraprosa.

Deixe uma resposta