Ages é vendida a grupo paulista por 200 milhões

Faculdade Ages de Medicina em Jacobina – Bahia (foto: Divulgação Ages)

O grupo Ânima de Educação, de São Paulo, comprou o Centro Universitário Ages – a UniAGES, por 200 milhões de reais. Esta negociação é a maior que se tem notícia em nossa região, em se tratando de empresas privadas. O Ânima, com essa aquisição, entra decididamente na região Nordeste e vai investir pesado em faculdades de medicina. A transação foi divulgada nesta segunda-feira (05), dia em que a AGES completa 37 anos de existência.

O Ânima Educação é um grupo empresarial educacional paulista, presidido por Marcelo Battistella Bueno, fundado em 06 de maio de 2003, que conta com aproximadamente 100 mil alunos, cerca de 1.300 dos quais matriculados em cursos de Medicina. Antes de pousar por aqui, o grupo atuava em cinco estados, com as instituições de ensino Una, Universidade São Judas, UniBH e UniSociesc. 

Na negociação, a Ânima vai pagar R$ 200 milhões, sendo R$ 49,7 milhões, relativos à aquisição de 74,03% das cotas das sociedades adquiridas, R$ 44,7 milhões 3 dias após a data do fechamento da transação, e R$5 milhões em até 60 dias após a data de fechamento. Os outros 150 milhões serão um aporte de R$ 65,3 milhões nas empresas para pagar dívidas, aí considerados dividendos pretéritos devidos aos vendedores, dívidas bancárias e outros passivos. Por fim, a Ânima irá anuir com o aporte no capital social da Sobepe em R$ 35 milhões.

A transação também prevê um pagamento de até R$ 50,0 milhões de earn-out (ou seja, pagamento de parte do preço de aquisição da empresa, vinculado a um possível lucro futuro)   diretamente relacionado à operação de cursos de medicina e ao crescimento da vertical de saúde.

A UniAGES está sediada em Paripiranga, na Bahia, e, em 2018, apresentou receita líquida de R$ 56,3 milhões. Para 2019, projeta-se uma receita líquida de R$ 80,8 milhões. Mas nem tudo foi vendido. O professor José Wilson continuará empresariando os ensinos fundamental  e médio, além de continuar com toda estrutura física e também ficará com parte das ações da nova empresa.

O grupo Ânima projeta aumentar os atuais 1.286 alunos matriculados em graduações de medicina para quase 4 mil estudantes, num período estimado de seis anos.  Pelo menos foi o que afirmou Átila Simões, diretor de novos negócios da Ânima, nesta terça-feira, em teleconferência com analistas e investidores, segundo informações do portal Money Times.

Com mais de cinco mil alunos, 200 em Medicina na cidade de Jacobina, o Centro Universitário Ages está distribuído em seis unidades: o Centro Universitário (Paripiranga), 4 Faculdades no Estado da Bahia ( Jacobina, Senhor do Bonfim, Tucano e Jeremoabo) e uma Faculdade em Sergipe (Lagarto). Há ainda uma nova unidade em fase final de credenciamento, a Faculdade de Medicina de Irecê, também na Bahia, prestes a ser autorizada para curso de Medicina, com 50 vagas anuais.

Landisvalth Lima

Professor, escritor e jornalista. Editou os jornais A Voz da Região (Serrinha-Ba), Tribuna do Nordeste (Ribeira do Pombal-Ba) e A Voz do Sertão (Heliópolis-Ba). Trabalhou na Rádio Difusora de Serrinha e foi repórter colaborador dos jornais Correio da Bahia e Jornal da Bahia. É autor dos livros A mulher do Pé de Cabra, Cariri Sangrento e A Esquerda Bastarda (romances); Patologias Educacionais do Semiárido Baiano (Tratado) e O Avesso do Exato (poesia). Foi professor de Língua Portuguesa dos colégios Brasilia e Colégio do Salvador (Aracaju-Se), Waldir Pires (Heliópolis-Ba), Evência Brito (Ribeira do Pombal-Ba) e Colégio Professor João de Oliveira (Poço Verde-Se). Atualmente mantem o Landisvalth Blog, é professor e Vice-Diretor do Colégio Estadual José Dantas de Souza e administrador e editor do Contraprosa.

Deixe uma resposta