Armando de Anjo (Ângelo) – Armando de Sousa Reis

Armando de Sousa Reis (1934 – 2019)

Armando Sousa Reis nasceu em 4 de julho de 1934 no município de Cícero Dantas – Bahia. Seu pai era Ângelo dos Reis Bittencourt, um dos descendentes do Marechal Bittencourt – ministro da guerra no governo Prudente de Morais e responsável pelo fim da Guerra de Canudos. O pomposo nome lhe foi tirado e não se sabe o motivo. Já sua mãe, logo após o casamento, virou Maria de Sousa Bittencourt. Armando de Anjo, no popular, ou Armando de Ângelo, de fato, foi pai de 9 filhos: Edson Tavares de Sousa, Maria Edijan Tavares de Sousa, Maria Edivan Tavares de Sousa, Evandro Tavares de Sousa (Já falecido), Evaldo Tavares de Sousa, Edinaldo Tavares de Sousa, Aleçandro Tavares de Sousa, Aureliano Tavares de Sousa e Maria da Conceição Tavares de Souza. Para não ficar no número ímpar, adotou ainda Alaelson de Jesus Santos.

Uma multidão foi se despedir do ex-vereador Armando de Anjo (foto: Landisvalth Lima)

Armando Reis era agropecuarista e proprietário da fazenda Cruz, município de Fátima, desde quando adquiriu em 1960. Também foi proprietário de um bar nos anos de 1960 e 1970, em Heliópolis, ainda distrito de Ribeira do Amparo. De 1968 a 1982 foi Juiz de Paz do município de Ribeira do Amparo, com jurisdição em Cipó e atuação no cartório Civil do distrito de Heliópolis. Só saiu do cargo porque se elegeu vereador de Ribeira do Amparo, assumindo de 1983 a 1988. Além disso, Armando de Ângelo foi recenseador do IBGE em 1960, 1970 e 1980. Católico de carteirinha, foi membro do Apostolado da Oração da paróquia do Sagrado Coração de Jesus de Heliópolis e secretário deste, de 2001 a 2004. Morreu no último dia 15 de novembro, aos 85 anos, e sepultado no dia seguinte. O enterro foi acompanhado por uma multidão, uma homenagem mais que merecida. Era casado com Maria Alda Tavares de Souza e, além dos dez filhos, deixou 17 netos e uma bisneta.

Landisvalth Lima

Professor, escritor e jornalista. Editou os jornais A Voz da Região (Serrinha-Ba), Tribuna do Nordeste (Ribeira do Pombal-Ba) e A Voz do Sertão (Heliópolis-Ba). Trabalhou na Rádio Difusora de Serrinha e foi repórter colaborador dos jornais Correio da Bahia e Jornal da Bahia. É autor dos livros A mulher do Pé de Cabra, Cariri Sangrento e A Esquerda Bastarda (romances); Patologias Educacionais do Semiárido Baiano (Tratado) e O Avesso do Exato (poesia). Foi professor de Língua Portuguesa dos colégios Brasilia e Colégio do Salvador (Aracaju-Se), Waldir Pires (Heliópolis-Ba), Evência Brito (Ribeira do Pombal-Ba) e Colégio Professor João de Oliveira (Poço Verde-Se). Atualmente mantem o Landisvalth Blog, é professor e Vice-Diretor do Colégio Estadual José Dantas de Souza e administrador e editor do Contraprosa.

Deixe uma resposta