Barracão e Aíres derrotam Edna Dória e Iggor Oliveira

Roberto Barracão e Aires do Sindicato venceram chapas concorrentes na Justiça Eleitoral (foto: Chegou a Hora de Mudar)

Apesar da ausência de uma multa para cada lado, o que seria de um valor pedagógico indescritível, o juiz da 22ª Zona Eleitoral, dr. Henrique Britto de Carvalho, determinou o fim de quaisquer eventos que promovam aglomerações no município de Poço Verde. A representação foi movida por Evanildo Ribeiro de Santana, representante da coligação Chegou a hora de mudar – PSC e PT – que tem como candidatos a prefeito e vice Roberto Barracão e Aires do Sindicato. A peça jurídica tem assinatura do advogado Alex Fagner da Silva Oliveira e foi movida contra PSD/PMN/PP/MDB/DEM e PSB/Solidariedade.

Os representados alegaram a chamada “ilegitimidade passiva”, tentando convencer o juiz de que foram movimentos promovidos pelos partidários de cada coligação e que os pobres dos candidatos foram apenas envolvidos na questão. Um trecho da decisão coloca tudo isso por terra. Segundo dr. Henrique, “verifica-se que com isso que a alegação de ilegitimidade passiva não deve prosperar, uma vez que os representados utilizaram de suas redes sociais para convocar a população para participar de caminhadas. // Dessa forma, não pode os representados escusarem-se de sua responsabilidade, uma vez que convidaram a população, promoveram, organizaram e participaram dos atos de campanha realizados nos dias 07, 08 e 13 de outubro do corrente ano.”.

Apesar da constatação, o juiz passou a mão na cabeça das duas coligações, não lhes impingindo duas belas e didáticas multas. O magistrado deu-se por satisfeito em apenas “DETERMINAR que os representados se abstenham de realizar caminhadas, passeatas, comícios e quaisquer atos de campanha eleitoral que promovam aglomerações, sob pena de multa no valor de R$ 10.000,00 (dez mil reais) por descumprimento, sem prejuízo de responsabilização pessoal dos candidatos requeridos e de quem descumprir a liminar em apreço às penas do art. 347 do Código Eleitoral, na forma do art. 2º da Portaria 01/2020;”. Ou seja, Roberto Barracão e Aires do Sindicato foram os únicos a seguirem os protocolos de saúde pública. Além disso, Edna Dória e Iggor Oliveira foram os responsáveis pelo aumento do número de contaminados por Covd-19 naqueles dias e não foram punidos por isso.

Convocação do PSB para carreata (imagem: PSB/Solidariedade)

Para mostrar que a preocupação com a saúde do povo não é preocupação, a candidata Edna Dória teria uma carreata dia 1º de novembro, saindo do povoado Tabuleirinho até a cidade de Poço Verde. Acreditamos que o evento deve ser cancelado. A campanha em Poço Verde segue indefinida. Apenas uma pesquisa foi realizada, e de forma fraudulenta, já devidamente cancelada pela Justiça. Os candidatos seguem a busca do voto e tudo pode acontecer. Pela primeira vez há, em muitos anos, três candidatos fortes e o vitorioso pode ser qualquer deles, sem causar nenhuma surpresa. Certamente vencerá aquele que souber contornar o uso da internet com as velhas e consagradas visitas, além de passar sinceridade ao eleitor.

Landisvalth Lima

Professor, escritor e jornalista. Editou os jornais A Voz da Região (Serrinha-Ba), Tribuna do Nordeste (Ribeira do Pombal-Ba) e A Voz do Sertão (Heliópolis-Ba). Trabalhou na Rádio Difusora de Serrinha e foi repórter colaborador dos jornais Correio da Bahia e Jornal da Bahia. É autor dos livros A mulher do Pé de Cabra, Cariri Sangrento e A Esquerda Bastarda (romances); Patologias Educacionais do Semiárido Baiano (Tratado) e O Avesso do Exato (poesia). Foi professor de Língua Portuguesa dos colégios Brasilia e Colégio do Salvador (Aracaju-Se), Waldir Pires (Heliópolis-Ba), Evência Brito (Ribeira do Pombal-Ba) e Colégio Professor João de Oliveira (Poço Verde-Se). Atualmente mantem o Landisvalth Blog, é professor e Vice-Diretor do Colégio Estadual José Dantas de Souza e administrador e editor do Contraprosa.

Deixe uma resposta