Barracão, Iggor e Edna disputam preferência do eleitorado de Poço Verde

Ainda não é definitivo porque ainda deve passar muita água por debaixo da ponte, mas os nomes estão postos para a disputa eleitoral este ano na cidade de Poço Verde, no Estado de Sergipe. São três chapas para o executivo e 51 nomes disputando as 11 vagas da Câmara de Vereadores. Quem não está envolvido no processo percebe que a disputa não será fácil para a cadeira de prefeito. A primeira candidatura que aparece no sistema de divulgação do TSE é de Edna de Toinho de Dorinha, nome real de Edna Maria Silva Freitas Dória, nascida em 02 de julho de 1965 – 55 anos, natural de Aracaju e esposa do ex-prefeito Antônio Dória. Edna apresentou patrimônio de apenas 50 mil. Ela é filiada ao PSB e está coligada com o Solidariedade, formando a coligação Poço Verde Humana e Feliz. Seu vice-prefeito é Adauto Justino de Santana, do Solidariedade, aposentado natural de Lagarto, nascido em 6 de outubro de 1954 – 65 anos. Adauto apresentou um extraordinário patrimônio de quase 2 milhões e 400 mil reais.

A segunda chapa concorrente é a do atual prefeito Iggor Oliveira, nome completo Everaldo Iggor Santana de Oliveira, natural de Aracaju, nascido em 22 de março de 1986 – 34 anos. Ele formou a coligação Juntos de novo, com a força do povo, reunindo os partidos PMN, PSD, PP, MDB e DEM. Iggor apresentou como patrimônio um total de poucos mais de 250 mil reais. Ele é filho do ex-prefeito e ex-deputado Everaldo Oliveira e está filiado ao PSD. É também do seu partido o vice-prefeito da chapa, o empresário Evislan da Silva Souza, filho de Dona Elza, morta minutos antes da convenção que a indicaria como vice de Iggor. Evislan nasceu em Simão Dias, em 16 de julho de 1980 – 40 anos. É dono da construtora JFilhos, e este detalhe deve judicializar as eleições. Evislan não apresentou nenhum patrimônio, mas sua empresa, embora seu nome não conste como proprietário, tem contratos com a Prefeitura de Poço Verde e, inclusive, valores a receber.

A terceira e última chapa é a união de duas dissidências das chapas anteriores. Roberto Barracão é o atual vice-prefeito de Poço Verde, rompido com Iggor Oliveira. Sua vice de chapa é Aíres do Sindicato, líder do Partido dos Trabalhadores, ex-aliada de Toinho de Dorinha. A união PSC/PT é a grande novidade destas eleições e uma terceira via pujante. Roberto Barracão é Roberto Correia de Santana, natural de Paripiranga, na Bahia, nascido em 4 de dezembro de 1975 – 44 anos. Apresentou como patrimônio pouco mais de 320 mil reais. Seu partido, o PSC, se uniu ao PT formando a coligação Chegou a hora de mudar. A vice tem nome completo de Maria Aíres Oliveira Nascimento, natural de Simão Dias, nascida em 17 de setembro de 1982 – 38 anos, e é mais conhecida como Aíres do Sindicato. Seu patrimônio é um pouco maior que 215 mil reais, é agricultora e maior liderança do PT no município.

Para a Câmara de Vereadores, há 51 concorrentes para as 11 vagas. A novidade é o partido Cidadania, que não apresentou chapa para prefeito, mas trouxe seis candidatos para disputar espaço no Legislativo. São eles: Cássia de Tonho Tiófi, Pedro Henrique da Igreja, Professor Lourinaldo, Rafaela Pinheiro, Roque de Tremendão e Tarcísio Fontes. O Partido dos Trabalhadores apresenta 11 nomes para o legislativo do município. São eles: Alan Bola, Diran da Agroverde, Getúlio Dantas, Humberto do Ventoso, Imperatriz de Raimundo Rosário, Joaldo de Zé Neto, Lurdinha de Gilson Rosário, Manoel Batata, Professor Leo de Fonsinho, Rosa – mão da finada Gabi, e Sandra Menezes.

O Partido Social Democrático – PSD, apresenta chapa completa com 17 nomes: Amanda Coelho, Amaury – o Negão, Damares, Derlaine Reis, Dii de Nilo, Gileno Alves, Jaci de Silvino, João Raimundo de Nilo, Jô da Dengue, Kleber Vená, Lolo do Junco, Manoel de João Gregório, Nádila de Tonho de Olegário, Olívia – nora de Geni, Plínio de Santana, Rivan Francisco e Zé Lima. Por fim, o PSB vem também com chapa completa para tentar cadeiras na Câmara Municipal de Poço Verde. São candidatos: Alexandre Dias, Antônia, Antônio do Rompe Gibão, Capitão Berg, Dona Délia, Edson Didiu, França, Gabriel Oliveira, Galdino do Junco, Gilmar de João Rosendo, Gilmário Família, Iolanda de Porfírio, Neide de João de Salu, Pedro de João Rodrigues, Raimundo da Kombi, Rosa de Isaac e Salete de Neto Soldado. A partir deste domingo (27) a campanha inicia de fato, embora bem mais restrita devido à pandemia.  

Landisvalth Lima

Professor, escritor e jornalista. Editou os jornais A Voz da Região (Serrinha-Ba), Tribuna do Nordeste (Ribeira do Pombal-Ba) e A Voz do Sertão (Heliópolis-Ba). Trabalhou na Rádio Difusora de Serrinha e foi repórter colaborador dos jornais Correio da Bahia e Jornal da Bahia. É autor dos livros A mulher do Pé de Cabra, Cariri Sangrento e A Esquerda Bastarda (romances); Patologias Educacionais do Semiárido Baiano (Tratado) e O Avesso do Exato (poesia). Foi professor de Língua Portuguesa dos colégios Brasilia e Colégio do Salvador (Aracaju-Se), Waldir Pires (Heliópolis-Ba), Evência Brito (Ribeira do Pombal-Ba) e Colégio Professor João de Oliveira (Poço Verde-Se). Atualmente mantem o Landisvalth Blog, é professor e Vice-Diretor do Colégio Estadual José Dantas de Souza e administrador e editor do Contraprosa.

Deixe uma resposta