Candidato afirma que não tomar banho evita Covid-19

Russomano afirma que tomar banho impede Covid-19 (foto: Poder 360)

A imprensa costuma dar destaque a frases ou expressões in felizes proferidas por políticos nordestinos. Há uma risada garantida para tais eventos, enaltecendo o nossos caráter folclórico de flerte com a ignorância e com o exótico. Agora, o absurdo declarado vem da maior e mais cosmopolita cidade do Brasil: São Paulo. Celso Russomanno, candidato a prefeito, disse nesta terça-feira (13) que moradores de rua e usuários de droga da Cracolândia podem ser “mais resistentes do que a gente” à Covid-19 por conviverem “o tempo todo nas ruas, não têm como tomar banho”. Disse ele que “Todo mundo esperava que a Covid tomasse conta de todo o mundo, até porque, eles não têm o afastamento que foi pré-estabelecido pela OMS…e, eles estão aí, nós temos casos pontuais, e não temos uma quantidade imensa de moradores de rua com problema de Covid. Talvez eles sejam mais resistentes do que a gente, porque eles convivem o tempo todo nas ruas, não têm como tomar banho todos os dias, etc e tal”, afirmou o deputado federal e candidato à prefeitura de São Paulo, em relato de O Antagonista. É quase bestial!!!

Landisvalth Lima

Professor, escritor e jornalista. Editou os jornais A Voz da Região (Serrinha-Ba), Tribuna do Nordeste (Ribeira do Pombal-Ba) e A Voz do Sertão (Heliópolis-Ba). Trabalhou na Rádio Difusora de Serrinha e foi repórter colaborador dos jornais Correio da Bahia e Jornal da Bahia. É autor dos livros A mulher do Pé de Cabra, Cariri Sangrento e A Esquerda Bastarda (romances); Patologias Educacionais do Semiárido Baiano (Tratado) e O Avesso do Exato (poesia). Foi professor de Língua Portuguesa dos colégios Brasilia e Colégio do Salvador (Aracaju-Se), Waldir Pires (Heliópolis-Ba), Evência Brito (Ribeira do Pombal-Ba) e Colégio Professor João de Oliveira (Poço Verde-Se). Atualmente mantem o Landisvalth Blog, é professor e Vice-Diretor do Colégio Estadual José Dantas de Souza e administrador e editor do Contraprosa.

Deixe uma resposta