Covid-19: A pior fase ainda não chegou

Uma das 11 cepas do novo coronavírus surgidas no Amazonas pode causar mega pandemia no Brasil (Imagem: A Crítica)

O colunista do Estadão Fernado Reinach disse ontem em artigo que tudo indica que um tsunami vai atingir o Brasil, no que se refere ao aumento do contágio da Covid-19. Segundo ele, “a Europa e Manaus já estão sofrendo com novas cepas do Sars-CoV-2 que se espalham rapidamente. Elas são difíceis de controlar, aumentam o número de mortes por 100 mil habitantes, e conseguem ludibriar parcialmente o sistema imune dos já infectados e vacinados. A solução na Europa tem sido trancar a população em casa e vacinar em questão de semanas todo o grupo de risco com as vacinas da Pfizer e Moderna. E na falta destas, com a vacina da AstraZeneca. A questão não é se esse tsunami vai se espalhar pelo Brasil, é quando isso vai acontecer, qual a intensidade, e se vamos estar preparados…” disse.

Num país onde a administração pública não consegue se antecipar aos fatos, este alerta pode passar, como tantos outros, completamente despercebido ou as autoridades vão fingir que não leram. Talvez, chorem os mortos jurando que não sabiam. O colunista ainda pede perdão pelo pessimismo e lembra de que nós não nos preparamos para o que já vinha acontecendo na Europa no início do ano passado. Se hoje somos vice campeões em mortes pelo novo coronavírus, com as novas cepas e um exército de negacionistas, não será difícil imaginar que caminhamos para o ponto superior do pódio. Os EUA já tiraram seu negacionista do trono e nós estamos alimentando o nosso.

Deixe uma resposta