Covid-19: Bahia volta a mais de 100 casos por dia. Serrinha tem mais 1 positivo

Sergipe sem morte e Bahia com mais 107 casos e 1 morte. (Imagem: Contraprosa)

A Bahia registra 723 casos confirmados do novo coronavírus (Covid-19), o que representa 7,36% do total de casos notificados. Até o momento, 4.914 casos foram descartados e houve 22 óbitos, sendo 11 no município de Salvador e 11 nos municípios de Lauro de Freitas (2), Gongogi (1), Itapetinga (1), Utinga (1) e Adustina (1), Araci (1), Itagibá (1), Uruçuca (1), Ilhéus (1) e Vitória da Conquista (1), segundo boletim da Sesab.

Este número contabiliza todos os registros de janeiro até as 17 horas desta segunda-feira (13). Ao todo, 164 pessoas estão recuperadas e 66 encontram-se internadas, sendo 28 em UTI. Estes dados representam notificações oficiais compiladas pelo Centro de Informações Estratégicas em Vigilância em Saúde da Bahia (Cievs-BA), em conjunto com os Cievs municipais.

Os casos confirmados estão distribuídos em 74 municípios do estado, com maior proporção em Salvador (53,67%). Quanto ao sexo dos casos confirmados, 400 (55,32%) são do sexo feminino. A mediana de idade é 42,04 anos, variando de 4 dias a 96 anos. A faixa etária mais acometida foi a de 30 a 39 anos, representando 28,63% do total. Porém, o coeficiente de incidência por 100 mil habitantes foi maior na faixa de 50 a 59 anos (91,56/1.000.000 habitantes), indicando o maior risco de adoecer entre essa faixa etária.

Em Sergipe, apenas um caso registrado, e foi em Aracaju. Há cinco dias não acontece nenhuma morte. Se continuar assim, há indícios de que o distanciamento social, de fato, foi o grande responsável pelo controle da epidemia. Com paciência e mais algum tempo, tudo voltará ao normal em breve, paulatinamente. 

Landisvalth Lima

Professor, escritor e jornalista. Editou os jornais A Voz da Região (Serrinha-Ba), Tribuna do Nordeste (Ribeira do Pombal-Ba) e A Voz do Sertão (Heliópolis-Ba). Trabalhou na Rádio Difusora de Serrinha e foi repórter colaborador dos jornais Correio da Bahia e Jornal da Bahia. É autor dos livros A mulher do Pé de Cabra, Cariri Sangrento e A Esquerda Bastarda (romances); Patologias Educacionais do Semiárido Baiano (Tratado) e O Avesso do Exato (poesia). Foi professor de Língua Portuguesa dos colégios Brasilia e Colégio do Salvador (Aracaju-Se), Waldir Pires (Heliópolis-Ba), Evência Brito (Ribeira do Pombal-Ba) e Colégio Professor João de Oliveira (Poço Verde-Se). Atualmente mantem o Landisvalth Blog, é professor e Vice-Diretor do Colégio Estadual José Dantas de Souza e administrador e editor do Contraprosa.

Deixe uma resposta