Edir Macedo pede a Deus remoção dos que são contra Bolsonaro

O Deus de Edir sempre com o poder (foto: O Buxixo Gospel)

A revista Veja divulgou em seu portal de notícias uma das mais importantes peças que explica muito bem a enrascada política em que nos metemos. Em culto na Igreja Universal do Rio, no último domingo (19), Edir Macedo pediu que Deus “remova” os que se opõem ao governo de Jair Bolsonaro.

“Quando se levanta um político querendo ajudar, os bandidos, ladrões, safados, salafrários se unem para derrubá-lo. Mas o Senhor conhece aqueles que são justos, que querem ajudar o seu povo. Então te peço, meu Pai, por esta nação: nós elegemos Bolsonaro, então seja justo com ele, meu Pai. (…)Remova aqueles que querem impedi-lo de fazer um excelente governo”, disse o pastor.

Em seguida, o dono da TV Record aproveitou e acrescentou solicitações favoráveis ao sobrinho, Marcelo Crivella, prefeito da cidade do Rio de Janeiro, que enfrenta um processo de impeachment. Como o Deus de Edir Macedo é seletivo, não custa lembrar, como bem fez o portal O Antagonista, protegeu Lula, em 2002 e 2006 e Dilma, em 2010 e 2014. Um está na cadeia e a outra perdeu o trono. Bolsonaro tem que rezar muito, porque este Deus de Edir nunca está na oposição.

Landisvalth Lima

Professor, escritor e jornalista. Editou os jornais A Voz da Região (Serrinha-Ba), Tribuna do Nordeste (Ribeira do Pombal-Ba) e A Voz do Sertão (Heliópolis-Ba). Trabalhou na Rádio Difusora de Serrinha e foi repórter colaborador dos jornais Correio da Bahia e Jornal da Bahia. É autor dos livros A mulher do Pé de Cabra, Cariri Sangrento e A Esquerda Bastarda (romances); Patologias Educacionais do Semiárido Baiano (Tratado) e O Avesso do Exato (poesia). Foi professor de Língua Portuguesa dos colégios Brasilia e Colégio do Salvador (Aracaju-Se), Waldir Pires (Heliópolis-Ba), Evência Brito (Ribeira do Pombal-Ba) e Colégio Professor João de Oliveira (Poço Verde-Se). Atualmente mantem o Landisvalth Blog, é professor e Vice-Diretor do Colégio Estadual José Dantas de Souza e administrador e editor do Contraprosa.

Deixe uma resposta