Heliópolis tem 32 casos ativos de Covid-19

Tudo indica que já não há mais controle das autoridades sobre a Covid-19 em Heliópolis. Os casos que pareciam ser importados, agora, ninguém mais sabe de onde vêm. Em boletim divulgado nesta segunda-feira (21), os números pularam para 81 infectados, em boletim errôneo, com a assustadora quantia de 32 casos ativos. É a primeira vez que tantas pessoas são acometidas pela doença de uma só vez no município. Para completar, os números não batiam. Se há 66 curados, 32 ativos e cinco mortos pela Covid-19, os casos chegam a 103. Logo depois a Prefeitura Municipal de Heliópolis publicou um novo boletim corrigindo os números. Independente dos erros de matemática, o fato é que a proliferação do novo coronavírus chega numa hora pouco recomendável. Além do Natal, acontece uma mudança de administradores em Heliópolis, e de lados opostos. Quem está saindo, desacelera; quem entra ainda precisa se organizar para entender. Enquanto isso, o povo sofre.

Veja a seguir os casos oficias da Sesab – Secretaria de Saúde da Bahia, que tem números menores em relação aos divulgados pelas prefeituras da região:

Embora com certo atraso, os números da Sesab dão uma dimensão do estrago causado pelo novo coronavírus (Imagem: Sesab)

Landisvalth Lima

Professor, escritor e jornalista. Editou os jornais A Voz da Região (Serrinha-Ba), Tribuna do Nordeste (Ribeira do Pombal-Ba) e A Voz do Sertão (Heliópolis-Ba). Trabalhou na Rádio Difusora de Serrinha e foi repórter colaborador dos jornais Correio da Bahia e Jornal da Bahia. É autor dos livros A mulher do Pé de Cabra, Cariri Sangrento e A Esquerda Bastarda (romances); Patologias Educacionais do Semiárido Baiano (Tratado) e O Avesso do Exato (poesia). Foi professor de Língua Portuguesa dos colégios Brasilia e Colégio do Salvador (Aracaju-Se), Waldir Pires (Heliópolis-Ba), Evência Brito (Ribeira do Pombal-Ba) e Colégio Professor João de Oliveira (Poço Verde-Se). Atualmente mantem o Landisvalth Blog, é professor e Vice-Diretor do Colégio Estadual José Dantas de Souza e administrador e editor do Contraprosa.

Deixe uma resposta