Índice de hospitalização para idosos começa a cair em Israel

Vacinação em Israel começa o produzir bons efeitos (foto: O Globo).

Depois de ter vacinado até este sábado (23) quase 2 milhões e meio de pessoas, cerca de 1/4 da população, Israel começa a ver as internações de pessoas com mais de 60 anos em hospitais cair para 60%, exatamente três semanas após a aplicação da primeira dose da vacina contra a Covid-19, da Pfizer-Biontech. Esta notícia deve deixar os negacionistas bolsonarista tristes, mas é a pura verdade. E lá não usaram a cloroquina como tratamento porque seguem a ciência. Segundo o portal O Antagonista, Galia Rahav, chefe de doenças infecciosas do maior hospital de Israel, o Sheba Medical Center, disse que parte da queda deve-se a uma tendência das pessoas recém-vacinadas de aderir às regras de bloqueio. Uma ótima notícia. Esta a a vacina que o ministro da saúde não quis comprar. 

Landisvalth Lima

Professor, escritor e jornalista. Editou os jornais A Voz da Região (Serrinha-Ba), Tribuna do Nordeste (Ribeira do Pombal-Ba) e A Voz do Sertão (Heliópolis-Ba). Trabalhou na Rádio Difusora de Serrinha e foi repórter colaborador dos jornais Correio da Bahia e Jornal da Bahia. É autor dos livros A mulher do Pé de Cabra, Cariri Sangrento e A Esquerda Bastarda (romances); Patologias Educacionais do Semiárido Baiano (Tratado) e O Avesso do Exato (poesia). Foi professor de Língua Portuguesa dos colégios Brasilia e Colégio do Salvador (Aracaju-Se), Waldir Pires (Heliópolis-Ba), Evência Brito (Ribeira do Pombal-Ba) e Colégio Professor João de Oliveira (Poço Verde-Se). Atualmente mantem o Landisvalth Blog, é professor e Vice-Diretor do Colégio Estadual José Dantas de Souza e administrador e editor do Contraprosa.

Deixe uma resposta