Jorge Portugal

Jorge Portugal tinha 63 anos e morreu na tarde desta segunda-feira, 03 de agosto de 2020 (foto: Alô Alô Bahia)

Jorge Portugal nasceu em Santo Amaro da Purificação, na Bahia, em 5 de agosto de 1956. Era um apresentador de televisão, letrista, poeta, professor universitário e compositor brasileiro aclamado, com parcerias de sucesso com Roberto Mendes e Raimundo Sodré. Ficou conhecido nacionalmente com a composição da música ‘A Massa’, parceria com Mendes, e participante de um festival da Rede Globo de Televisão. Foi também secretário estadual da Cultura, criador e apresentador do programa Aprovado, da Rede Bahia. Portugal estava internado em estado grave no Hospital Geral Roberto Santos (HGRS), em Salvador, e morreu na noite da segunda-feira 03.08.2020, às 20h15, por falência cardíaca aguda, conforme informado pela assessoria do hospital. Tinha 63 anos, era casado com Rita Portugal e deixou três filhos.

Jorge Portugal foi levado ao HGRS no início da tarde do dia de sua morte pelo Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (SAMU). Só durante o trajeto sofreu quatro paradas cardíacas. Admitido pelo hospital “em estado crítico”, estava em coma induzido até o início da noite. Assim que foi admitido no hospital, foi colhido material para teste RT-PCR, exame que identifica o novo coronavírus, o que tem sido uma medida protocolar, em informação colhida pelo jornal Correio. Em 2017, saiu da Secretaria da Cultura da Bahia alegando questões pessoais e profissionais. Jorge Portugal deixou versos musicais que ecoará pelo Brasil inteiro por muitos anos, como “Uma nação diferente, toda prosa e poesia, tudo isso finalmente, só se vê, só se vê na Bahia”.  

Landisvalth Lima

Professor, escritor e jornalista. Editou os jornais A Voz da Região (Serrinha-Ba), Tribuna do Nordeste (Ribeira do Pombal-Ba) e A Voz do Sertão (Heliópolis-Ba). Trabalhou na Rádio Difusora de Serrinha e foi repórter colaborador dos jornais Correio da Bahia e Jornal da Bahia. É autor dos livros A mulher do Pé de Cabra, Cariri Sangrento e A Esquerda Bastarda (romances); Patologias Educacionais do Semiárido Baiano (Tratado) e O Avesso do Exato (poesia). Foi professor de Língua Portuguesa dos colégios Brasilia e Colégio do Salvador (Aracaju-Se), Waldir Pires (Heliópolis-Ba), Evência Brito (Ribeira do Pombal-Ba) e Colégio Professor João de Oliveira (Poço Verde-Se). Atualmente mantem o Landisvalth Blog, é professor e Vice-Diretor do Colégio Estadual José Dantas de Souza e administrador e editor do Contraprosa.

Deixe uma resposta