Morre José Alberto, o Padre “Caboclo”

Padre José Alberto nasceu em Uauá e era pároco em Paripiranga (fotos: Divulgação)

A Diocese de Paulo Afonso noticiou com pesar o falecimento do Padre José Alberto Barbosa Gonçalves, nesta sexta-feira (11). O pároco travou uma luta demorada contra o câncer e, nesta data, veio a óbito em Aracaju, onde se encontrava internado, em decorrência de alguns problemas gerados ao longo do tratamento. O corpo foi transladado para a paróquia de Nossa Senhora do Patrocínio, em Paripiranga, onde exercia o ministério como vigário paroquial há quase dois anos. Logo após o translado, sob a presidência de Dom Guido Zendron, bispo diocesano, e com a presença de diversos padres da Diocese, foi realizada a Santa Missa Exequial. Mais de 1.000 fiéis acompanharam a celebração pelas redes sociais enquanto muitos aguardavam, do lado de fora do local da celebração, para prestar sua singela homenagem ao padre “caboclo” que, em pouco tempo, cativou os paripiranguenses com seu jeito alegre e humilde de ser. O corpo enfim, foi transladado para o município de Uauá, de onde é natural. Nas terras do sertão de Uauá, acontecerá o velório e o sepultamento daquele que tanto amou e cantou o sertão na Diocese. Como mensagem final, os colegas membros da igreja desejaram que Padre José Alberto descansasse em paz, “tarefa difícil para aquele que, ao chegar no céu, procurará os sanfoneiros e os santos para relatar as cantorias que fazia nas quermesses juninas”, como afirmou Dom Guido em suas exéquias.

Fonte: Pascom Diocesana, com colaboração do professor José Augusto.

Landisvalth Lima

Professor, escritor e jornalista. Editou os jornais A Voz da Região (Serrinha-Ba), Tribuna do Nordeste (Ribeira do Pombal-Ba) e A Voz do Sertão (Heliópolis-Ba). Trabalhou na Rádio Difusora de Serrinha e foi repórter colaborador dos jornais Correio da Bahia e Jornal da Bahia. É autor dos livros A mulher do Pé de Cabra, Cariri Sangrento e A Esquerda Bastarda (romances); Patologias Educacionais do Semiárido Baiano (Tratado) e O Avesso do Exato (poesia). Foi professor de Língua Portuguesa dos colégios Brasilia e Colégio do Salvador (Aracaju-Se), Waldir Pires (Heliópolis-Ba), Evência Brito (Ribeira do Pombal-Ba) e Colégio Professor João de Oliveira (Poço Verde-Se). Atualmente mantem o Landisvalth Blog, é professor e Vice-Diretor do Colégio Estadual José Dantas de Souza e administrador e editor do Contraprosa.

Deixe uma resposta