Ozônio é indicado para contaminados por Covid-19

Prefeito de Itajaí quer tratamento com aplicação de ozônio via retal (foto: Exame)

Depois do feijão milagroso do pastor Valdomiro e da cloroquina de Bolsonaro, faz o maior sucesso a indicação feita no começo da noite desta segunda (3), pela página oficial da prefeitura de Itajaí (SC) no Facebook. O prefeito Volnei Morastoni (MDB) afirmou que irá oferecer o tratamento com ozônio por via retal. A ideia é injetar no ânus do paciente uma aplicação simples, rápida, de dois, três minutinhos por dia para eliminar a Covid-19. O tratamento não é recomendado pela OMS – Organização Mundial de Saúde, nem há uma literatura que indique eficácia nesse tipo de tratamento. Parece que está virando moda indicar remédios para uma doença que ainda não tem remédio, que não tem cura, por enquanto. Está parecendo curandeirice. O país é rico nesse tipo de comportamento. Já há inclusive remédios miraculosos nas poucas feiras públicas do país, feitos com cascas de pau da Amazônia, que curam dezenas de doenças, entre elas a Covid-19. Aqui no Brasil, de médico e de louco todos nós temos um pouco, mas, com as ideias do prefeito de Itajaí, ozônio no fiofó dos outros é refresco.

Landisvalth Lima

Professor, escritor e jornalista. Editou os jornais A Voz da Região (Serrinha-Ba), Tribuna do Nordeste (Ribeira do Pombal-Ba) e A Voz do Sertão (Heliópolis-Ba). Trabalhou na Rádio Difusora de Serrinha e foi repórter colaborador dos jornais Correio da Bahia e Jornal da Bahia. É autor dos livros A mulher do Pé de Cabra, Cariri Sangrento e A Esquerda Bastarda (romances); Patologias Educacionais do Semiárido Baiano (Tratado) e O Avesso do Exato (poesia). Foi professor de Língua Portuguesa dos colégios Brasilia e Colégio do Salvador (Aracaju-Se), Waldir Pires (Heliópolis-Ba), Evência Brito (Ribeira do Pombal-Ba) e Colégio Professor João de Oliveira (Poço Verde-Se). Atualmente mantem o Landisvalth Blog, é professor e Vice-Diretor do Colégio Estadual José Dantas de Souza e administrador e editor do Contraprosa.

Deixe uma resposta