Por 3 X 2 STF mantém Lula na cadeia

Lula vai continuar preso (foto: O Tempo)

É incrível como é difícil condenar autoridades neste país. Parecem infinitas as possibilidades para se impetrar um Habeas Corpus, quando se trata de condenações de altas autoridades. Desta vez, foram dois HC´s rejeitados pela Segunda Turma do Superior Tribunal Federal. O primeiro deles questionava a tramitação no STJ do recurso contra a condenação no tríplex. Foi rejeitado por 4 X 1. O voto favorável foi de Ricardo Lewandowski . Este ministro vota em qualquer coisa que favoreça Luís Inácio Lula da Silva. É incrível como seu voto é visto por juristas e analistas como carta marcada a favor do ex-presidente. Não precisa dizer quanto isso compromete o STF.

Após rejeitar um primeiro habeas corpus, a Segunda Turma começou o julgamento de outro HC, que aponta parcialidade de Sergio Moro no processo. Com o voto de Ricardo Lewandowski já contabilizado a favor de Lula, a curiosidade recaiu sobre Gilmar Mendes, que já havia inclusive dito aos jornalistas que era a favor de HC de Ofício para soltar o ex-presidente, até que se julgasse a parcialidade do juiz Sérgio Moro, questionada por mensagens raqueadas. Confirmado o voto de Gilmar Mendes pela soltura, recaiu sobre o decano Celso de Melo a dúvida, porque Edson Fachin votou contra no plenário virtual e Cármen Lúcia sempre se mostrou contra tais manobras. Ao fim e ao cabo deu 3 X 2. Com os votos de Edson Fachin, Celso de Mello e Cármen Lúcia, a Segunda Turma negou a concessão de uma liminar para soltar Lula. Mais uma jogada que não deu certo, mesmo contando com interceptadores e hackers.

Landisvalth Lima

Professor, escritor e jornalista. Editou os jornais A Voz da Região (Serrinha-Ba), Tribuna do Nordeste (Ribeira do Pombal-Ba) e A Voz do Sertão (Heliópolis-Ba). Trabalhou na Rádio Difusora de Serrinha e foi repórter colaborador dos jornais Correio da Bahia e Jornal da Bahia. É autor dos livros A mulher do Pé de Cabra, Cariri Sangrento e A Esquerda Bastarda (romances); Patologias Educacionais do Semiárido Baiano (Tratado) e O Avesso do Exato (poesia). Foi professor de Língua Portuguesa dos colégios Brasilia e Colégio do Salvador (Aracaju-Se), Waldir Pires (Heliópolis-Ba), Evência Brito (Ribeira do Pombal-Ba) e Colégio Professor João de Oliveira (Poço Verde-Se). Atualmente mantem o Landisvalth Blog, é professor e Vice-Diretor do Colégio Estadual José Dantas de Souza e administrador e editor do Contraprosa.

Deixe uma resposta