Poucas & Boas 2020.05

O nono infectado

Quase todos os infectados viajaram para a Europa (foto: Correio)

A Bahia chegou ao nono infectado pelo novo coronavírus. Pela manhã deste domingo (15) tivemos o oitavo caso confirmado. Trata-se de um homem de 49 anos de Salvador que viajou para Alemanha e Espanha. Um detalhe que não deve ser esquecido: todos os infectados viajaram para a Europa. A 1ª infectada, de Feira de Santana, veio da Itália. Os outros 3 infectados de Salvador estiveram na Espanha ou Itália. Somente os outros três de Feira de Santana pegaram o vírus por aqui, e da 1ª infectada. Já o nono caso é também de Feira de Santana, uma mulher de 50 anos que viajou para os Estados Unidos. Todos os outros casos suspeitos, até aqui, foram descartados.

Servidor maltratado

O Estado da Bahia mudou muito da era ACM para cá. Entretanto, tem algo que ainda insiste em permanecer: o tratamento negativo dado ao servidor. Sabemos que há servidores que não merecem nem mesmo o injusto salário que recebem, mas isso é uma minoria. Os servidores da Bahia cumprem suas obrigações e são tratados de forma igualitária, como se todos fossem párias. Um certo servidor prestou serviço ao estado por algum tempo e solicitou demissão. Ficou surpreso depois com o depósito de um dinheiro em sua conta, equivalente a um mês de salário. Pensou que fosse alguma indenização ou restos de salários. Mais de cinco anos depois chega a fatura para devolver o dinheiro. Ele pagou, sem problemas, com os devidos juros etc. No processo de devolução estava lá escrito que o servidor havia se apropriado de recursos públicos de forma indevida. Só na Bahia!

Todo cuidado é pouco

Nosso povo não é muito de viajar para Europa, mas São Paulo é logo ali. E é justamente na capital paulista que se concentram os maiores infectados com Covid-19. Prestar muita atenção aos que chegam da terra da garoa. Qualquer tosse é motivo de procurar atendimento médico. Também já temos infectados em Salvador (4) e Aracaju (1). É bom saber que todos os casos suspeitos de Araci, Tucano, Ribeira do Pombal e Paripiranga foram descartados. Procure saber de onde veio a pessoa e tome todos os cuidados necessários. Por aqui, no momento, não há motivo para pânico. Já tem aluno por aí sugerindo a suspensão das aulas, mas o motivo é outro.

Desistência

O prefeito de Fátima pode não tentar a reeleição (foto: Youtube)

Chegam por aqui notícias da desistência do prefeito de Fátima, Manoel Missias – o Sorria, em disputar a reeleição. Uns afirmam que é sua baixa popularidade e outros dizem que são questões de saúde. Ambos podem ser verdadeiros, mas o primeiro caso é o diferenciador. Se estivesse bem nas pesquisas, mesmo que tivesse de levar a bolsa com soro e remédios, um médico do lado e uma enfermeira, não desistiria jamais. Falam que ele pode apoiar ou Roberto da Farmácia ou o vereador Zezinho. Mas ainda achamos cedo demais para a notícia ser verdadeira.

Alexandre com Zezinho

Alexandre Dias

O vereador Alexandre Dias, presidente da Câmara Municipal de Poço Verde, vai apoiar Edna Dória para prefeita, mas não a seguirá a nível estadual. É que ele fechou um acordo com o deputado Zezinho Guimarães. José de Oliveira Guimarães – o Zezinho – foi eleito deputado estadual de Sergipe pelo Movimento Democrático Brasileiro, com 28 094 votos. Além de Alexandre, o deputado terá também o apoio do vereador Gilson Rosário. O presidente fez o comunicado na sessão do Poder Legislativo na semana passada, além de informar que está indo para o PSB e deixando o PSDC. É bom os leitores se acostumarem com estas anomalias. Os partidos pequenos vão sofrer sem as cômodas e interessantes coligações.

Se o candidato for vereador eleito…

Esta semana foi divulgada uma proposta de um grupo político a um vereador. Os nomes serão aqui preservados. A negociata gerou altos valores. Falam inclusive que a oferta leva em conta que o candidato já é vereador eleito. O negócio só não foi feito porque o vereador pediu “muito alto”, coisa de 200 mil reais. Dizem que a oferta foi o dobro do ofertado. Parece que dinheiro não é problema para estes políticos ou estão brincando de fazer negócio com política. Então estamos numa crise desgraçada e uma oferta destas é feita assim, como se fosse fácil ter dinheiro em Heliópolis. Está mais para “Fake News” da valorização do passe, como aqui é chamado, ou uma forma que o vereador encontrou para não ser mais incomodado.

Se o candidato for novo…

João de Deus: o troco (foto: Landisvalth Lima)

Agora, se o candidato é novo no pedaço, vale no máximo uma secretaria. Então você sai por aí, até o dia 4 de abril, a oferecer secretaria de saúde, agricultura, de obras etc. As menos oferecidas são de finanças e educação. Um candidato novo, mas não idiota, ouviu toda lorota até o fim só para ter o prazer de ver o olhar do político quando recebesse o não. Outro caso envolveu o PDT. E aí não esconderei os nomes. A coisa chegou até Salvador para que João de Deus fosse o vice de José Mendonça. A proposta era todos se filiarem ao partido. O rapaz da Viuveira, que já havia empenhado a palavra a Thiago Andrade e a Ronaldo Santana, lembrou que, na eleição passada, foi o próprio José Mendonça que não aceitou a ida do grupo dos pardais para o PDT. Deu o troco.

O PL quer mais

Parece que o PL já conquistou o coração de José Mendonça. Com o 22 já garantido, o ex-comunista do Brasil quer mais e está usando a velha arma: conversa de pé de ouvido. O vice da vez é o vereador, e Presidente da Câmara de Heliópolis, Valdelício Dantas da Gama. O edil é conhecido por sempre dar o pulo do gato na hora certa e saber para onde o pêndulo popular está mais inclinado. Só que desta vez, a data é 4 de abril. Não haverá mais surpresas em semana de convenção, por volta das cinco horas da tarde. Será tudo definido agora. O PL sabe disso e corre contra o tempo. Valdelício parece tranquilo e não dá demonstrações de cabeça quente. Até porque há muito vice-prefeito na área e só um querendo de fato ser.

A trabalho não para

Ana Dalva: sem parar (foto: Landisvalth Lima)

Quem acha que se eleger vereador ou vereadora em Heliópolis é fácil, não sabe como a política por aqui é feita. Uma pesquisa foi realizada e alguém resolveu dar a notícia para a vereadora Ana Dalva, informando que ela estava muito bem e seria novamente eleita. Logo que recebeu a notícia, o telefone tocou. Após atender, ela agradeceu ao informante e disse que teria que sair para atender um eleitor. Mas está perto da meia noite, disse o informante. Vá descansar, mulher! Já saindo, Ana Dalva disse: “A pesquisa foi feita esta semana e a eleição será 4 de outubro!” e saiu.  

Landisvalth Lima

Professor, escritor e jornalista. Editou os jornais A Voz da Região (Serrinha-Ba), Tribuna do Nordeste (Ribeira do Pombal-Ba) e A Voz do Sertão (Heliópolis-Ba). Trabalhou na Rádio Difusora de Serrinha e foi repórter colaborador dos jornais Correio da Bahia e Jornal da Bahia. É autor dos livros A mulher do Pé de Cabra, Cariri Sangrento e A Esquerda Bastarda (romances); Patologias Educacionais do Semiárido Baiano (Tratado) e O Avesso do Exato (poesia). Foi professor de Língua Portuguesa dos colégios Brasilia e Colégio do Salvador (Aracaju-Se), Waldir Pires (Heliópolis-Ba), Evência Brito (Ribeira do Pombal-Ba) e Colégio Professor João de Oliveira (Poço Verde-Se). Atualmente mantem o Landisvalth Blog, é professor e Vice-Diretor do Colégio Estadual José Dantas de Souza e administrador e editor do Contraprosa.

Deixe uma resposta