Poucas & Boas: Chegou a hora da decisão!

Chegou o grande dia! A verdade que emergirá das urnas é fruto das nossas escolhas.

A verdade

Neste domingo, a partir das 17 horas, começará a se delinear a verdade que emergirá das urnas. Os eleitores saberão quem estava lorotando, saindo por aí a dizer que o povo já tinha escolhido porque somente um vencerá. Cada um tem suas preferências e elas podem não representar a realidade. Cuidadoso, o articulista destes escritos revela suas preferências e possibilidades. Em Heliópolis, preferimos Thiago Andrade, que é também o favorito. Poço Verde tem uma eleição indefinida, sem favorito, e torcemos por Roberto Barracão. Em Fátima, Binho de Alfredo é o favorito, tem nossa preferência e deve ganhar o pleito. Já em Cícero Dantas não há favorito, mas gostaríamos que Kael vencesse, embora saibamos que não mudarão muitas coisas. Em Ribeira do Pombal, o favorito é Eriksson e não temos preferências. Sabemos que a verdade jamais deixará todos satisfeitos, mas ela é soberana, impositiva e tem hora marcada para se fazer dona do seu pedaço.

Carreatas adiadas

O Juiz de Ribeira do Pombal esteve em Heliópolis e visitou vários locais, inclusive Comitês eleitorais. Seguiu a determinação do TRE e suspendeu tudo. Na sexta-feira pela tarde saiu uma nova portaria aceitando carreatas com até 60 carros, sem motocicletas, sem pessoas a pés, e com apenas 3 pessoas por carro. As limitações funcionaram um banho de água fria. Em Heliópolis teríamos duas carreatas neste sábado pela tarde. Ambas foram adiadas. Motivo: como o objetivo é só provocar o adversário, mostrando mais adesão ao outro e se colocando como poderosa e invencível, todas teriam 60 carros e 180 pessoas. Daria empate. Qual a graça nisso? A Covid-19 não gostou do adiamento. A saúde agradece.

Um pai e dois filhos

Mal comparando, a política em Heliópolis, Cícero Dantas, Ribeira do Pombal, Fátima e várias cidades da nossa região é briga de irmãos. O pai é o Governo do Estado. Daqui a dois anos estarão na estrada a busca de votos para o mesmo pai. Vejam o caso da BA 393. Ninguém pode reclamar um do outro porque o governo do estado falhou com os dois. O silêncio é a melhor resposta. No caso da oposição, apenas Gama Neves, que agora é secretário em Camaçari, será oposição a Rui Costa em 2022. Nos bandas do prefeito Ildinho, apenas a vereadora Ana Dalva votou na oposição, a Rede de Marina Silva. Portanto, fica difícil cobrar verdadeiramente um do outro porque sempre se corre o risco de resvalar crítica nos superiores. A briga aqui, com raras e honrosas exceções, é de irmãos.

Ana Dalva

Vereadora Ana Dalva

A vereadora Ana Dalva sempre foi importante na composição de qualquer chapa. Ela tem um eleitorado fiel, fruto de seu trabalho social na área da saúde pública. É comum surgirem boatos na oposição, antes do fechamento das candidaturas, de que ela será vice etc. Mas Ana Dalva não dá um passo em falso. Ela sabe que poderia ir mais além e sempre coloca na balança o preço a ser pago por ela e pelo município. Quando convocou a oposição e se elegeu a 1ª mulher a presidir o parlamento em Heliópolis, honrou a Câmara de Vereadores, que jamais voltou a ser a mesma, sem ter que se bandear para a oposição. Este ano, Ana Dalva deu mais um passo pensado ao ser a 1ª a manifestar apoio a Thiago Andrade. Além disso, trouxe para o seu convívio político o ex-vereador Toxó, os ex-candidatos Rivonei e Fabiano Gama, os comunicadores Fábio Silva e Ricardo, além de consolidar antigos apoios e abrir espaços entre os jovens. Ana Dalva está plantando a semente do futuro e não está sozinha.

Perseguições

Apesar de proibirem aglomerações, é impossível segurar o povo em casa nesta reta final. Neste sábado, véspera das eleições, a avenida Helvécio Pereira de Santana, em Heliópolis, parecia estar vivendo época de Festa de São Pedro. Além disso, a semana ficou marcada pelas perseguições. Nenhum candidato podia sair de casa para visitar eleitores. Havia sempre alguém no pé. Além disso, havia ex-policiais que faziam segurança de candidatos portando armas de alto calibre. Um grupo foi desarmado finalmente na quinta-feira pela Polícia Militar. Apesar do povo na rua, gritando contra ou a favor de determinado candidato, não foram registrados incidentes graves esta semana em nenhuma das cidades da nossa região. Esperamos que as comemorações também ocorram na paz.

Tratorada de Barracão

Tratorada de Barracão/Aires encerrou com méritos a campanha da coligação Chegou a Hora de Mudar (foto: Divulgação)

As pessoas que foram assistir ao desfile de tratores promovido pela coligação Chegou a Hora de Mudar – PSC/PT, ficaram encantadas com a organização do evento. A tratorada marcou a despedida da campanha que menos colocou em risco a população de Poço Verde, nessa época de pandemia. Roberto Barracão e Aires do Sindicato agradecem os elogios e esperam que eles se transformem em votos para que a cidade possa dar uma guinada surpreendente na costumeira política do município e promova a maior renovação das últimas décadas. A campanha de Barracão e Aires foi simples, objetiva, criativa e respeitosa com o povo poçoverdense. Um bom exemplo.

Chegou a hora

Agora é com você, senhor do seu destino. Não tem desculpas. Você é quem vai escolher e tem livre arbítrio para isso. Em menos de 1 minuto você vai decidir o destino de um município por 4 anos. Você é o responsável. Não adianta se colocar como coitadinho ou coitadinha. Não adianta se dizer vítima das circunstâncias. Você é o algoz e a vítima ou beneficiária. É só escolher bem que viverá os benefícios; escolhendo mal, virará presa fácil. É bom lembrar que a democracia é coisa para pobres, injuriados, perseguidos, injustiçados e vítimas dos crimes mais hediondos. Os ricos, os bem-nascidos, os que povoam as elites vivem bem em quaisquer regimes. Curiosamente, os pobres e adjacentes formam a maioria e são as principais vítimas das escolhas equivocadas. Neste domingo temos mais uma oportunidade de errarmos menos. Chegou a hora da decisão, mais uma vez. Boa sorte!

Landisvalth Lima

Professor, escritor e jornalista. Editou os jornais A Voz da Região (Serrinha-Ba), Tribuna do Nordeste (Ribeira do Pombal-Ba) e A Voz do Sertão (Heliópolis-Ba). Trabalhou na Rádio Difusora de Serrinha e foi repórter colaborador dos jornais Correio da Bahia e Jornal da Bahia. É autor dos livros A mulher do Pé de Cabra, Cariri Sangrento e A Esquerda Bastarda (romances); Patologias Educacionais do Semiárido Baiano (Tratado) e O Avesso do Exato (poesia). Foi professor de Língua Portuguesa dos colégios Brasilia e Colégio do Salvador (Aracaju-Se), Waldir Pires (Heliópolis-Ba), Evência Brito (Ribeira do Pombal-Ba) e Colégio Professor João de Oliveira (Poço Verde-Se). Atualmente mantem o Landisvalth Blog, é professor e Vice-Diretor do Colégio Estadual José Dantas de Souza e administrador e editor do Contraprosa.

Deixe uma resposta