Prefeito compra teste sorológico para Covid-19 por 309 reais

Prefeito Sorria comprou exame sorológico para Covid-19 por 309 reais (foto: Divulgação)

A pandemia que assola o mundo ainda não foi capaz de mudar os maus costumes de pessoas más. Enquanto os bons reveem comportamentos, os vilões continuam se aproveitando da nossa frágil justiça para continuar na sua corrida insana a busca do dinheiro fácil. Todos são testemunhas dos inúmeros casos de corrupção, os chamados Covidões, que inclusive já afastaram até o governador eleito do Rio de Janeiro. Por aqui, nestes rincões sertanejos, há coisas que acontecem por debaixo do pano para ninguém saber. Mas é curioso o que fez o prefeito Manoel Misisas Vieira, o Sorria, quando lançou pregão para compra de 2000 testes sorológicos para Covid-19. O preço individual chegou a terríveis R$ 309,00.

Só que, numa rápida pesquisa de preços na Internet, os testes sorológicos para Covid-19 variam de 220 a 240 reais, preços individuais. Isso quer dizer que, numa compra em grande quantidade, estes preços podem cair. Outro problema encontrado é que no Extrato de Contrato 032/2020, de 27.08.2020, a empresa contratada é José Nunes Barreto, fundada em 2016, com o nome de fantasia Clínica Odontológica e Laboratório Barreto, localizada na Avenida Antônio Soares, sala 112, Centro – Fátima – Bahia. Como certamente a empresa não fabrica os testes, eles foram adquiridos de um distribuidor ou fabricante. Este sobrepreço, caso seja lucro da empresa, é exorbitante. Pode não configurar uma irregularidade, mas o prefeito poderia cancelar o pregão por estarem os preços acima do mercado.

O laboratório Lavoisier cobra 240 reais pelo teste sorológico (Print: Contraprosa)

Além disso, há inúmeros laboratórios no Brasil que fabricam esse tipo de teste, como o Lavoisier, de São Paulo. Uma rápida pesquisa levaria a negociações mais em conta com o dinheiro público. O prefeito também pode alegar urgência, mas a empresa que vendeu também precisa comprar o produto, e isso igualmente requer tempo. Ninguém tem em estoque 2000 testes para realizar prontamente. O custo total do extrato foi de 618 mil reais. Some-se a isso cerca de 200 mil de outros extratos para compra de remédios. São mais de 800 mil dos contribuintes. Se bem empregado, palmas pela obrigação realizada. Mas, pelo andar da carruagem, cerca de 200 mil destes valores podem ser questionados. Para não haver dúvida do leitor, hoje o preço particular de um exame sorológico (igM/IgG), o mesmo existente no contrato, é de 150 reais. Ou tem algum problema nesta compra ou Sorria está rasgando dinheiro da Prefeitura de Fátima.

Os casos de Covid-19 no município de Fátima, até dia 08 de agosto, estão em 413, com 166 casos suspeitos e 3 mortes. Para ver os extratos de contratos da Prefeitura Municipal de Fátima publicados no Diário Oficial do Município, C L I Q U E   A Q U I.

Landisvalth Lima

Professor, escritor e jornalista. Editou os jornais A Voz da Região (Serrinha-Ba), Tribuna do Nordeste (Ribeira do Pombal-Ba) e A Voz do Sertão (Heliópolis-Ba). Trabalhou na Rádio Difusora de Serrinha e foi repórter colaborador dos jornais Correio da Bahia e Jornal da Bahia. É autor dos livros A mulher do Pé de Cabra, Cariri Sangrento e A Esquerda Bastarda (romances); Patologias Educacionais do Semiárido Baiano (Tratado) e O Avesso do Exato (poesia). Foi professor de Língua Portuguesa dos colégios Brasilia e Colégio do Salvador (Aracaju-Se), Waldir Pires (Heliópolis-Ba), Evência Brito (Ribeira do Pombal-Ba) e Colégio Professor João de Oliveira (Poço Verde-Se). Atualmente mantem o Landisvalth Blog, é professor e Vice-Diretor do Colégio Estadual José Dantas de Souza e administrador e editor do Contraprosa.

Deixe uma resposta