Prefeito Ildinho tira 7,1 na pesquisa Contraprosa

Prefeito Ildinho foi bem avaliado. Recebeu um 7,1. Aprovado! (foto: Landisvalth Lima)

A pesquisa Contraprosa, em seu quarto questionamento, procurou saber da população o que estava achando da administração do Prefeito Ildefonso Andrade Fonseca, no seu segundo mandato, que se encerra o ano que vem. Depois de mais de 6 anos e meio de administração, pode-se dizer que não foi uma nota ruim. Os pesquisadores do Contraprosa perguntaram: “Que nota de 0 a 10 você (o Srº ou a Srª) daria à administração atual do prefeito Ildinho? Foram 9 notas zeros, o que denota que ainda há eleitores que analisam com o fígado. Mas, no geral, a população de Heliópolis foi justa. Talvez até o prefeito recebesse menos do que merecia, mas o povo, certamente, também recebeu de sua administração muito menos do que deveria. Ninguém é tão perfeito que não possa errar. A média geral, por aproximação, foi 7,1. Vejamos o gráfico:

Como se viu, além dos 9 zeros, Ildinho recebeu duas notas 4,0, quatorze notas 5,0, sete notas 6,0, dez notas 7,0, vinte e cinco notas 8,0, duas notas 8,5, uma nota 8,7, sete notas 9,0 e 23 notas 10,0. Média geral: 7,087 = 7,1. O prefeito pode até não gostar, mas é uma senhora nota para quem está em segundo mandato, enfrentando uma crise que parece não ter fim. Se as obras prometidas vingarem, a tendência é esta avaliação melhorar. Caso ele inaugure o estádio de futebol, restaure a antiga Praça XV de Novembro, faça a Praça do povoado João Grande e calce mais algumas ruas, é certo, sua nota melhorará bastante. Até aqui, é preciso dizer com todas as letras: como prefeito, o povo está aprovando Ildinho com boa média. A pesquisa foi feita pela Controverso Comunicação, dia 15 de outubro deste ano.

Landisvalth Lima

Professor, escritor e jornalista. Editou os jornais A Voz da Região (Serrinha-Ba), Tribuna do Nordeste (Ribeira do Pombal-Ba) e A Voz do Sertão (Heliópolis-Ba). Trabalhou na Rádio Difusora de Serrinha e foi repórter colaborador dos jornais Correio da Bahia e Jornal da Bahia. É autor dos livros A mulher do Pé de Cabra, Cariri Sangrento e A Esquerda Bastarda (romances); Patologias Educacionais do Semiárido Baiano (Tratado) e O Avesso do Exato (poesia). Foi professor de Língua Portuguesa dos colégios Brasilia e Colégio do Salvador (Aracaju-Se), Waldir Pires (Heliópolis-Ba), Evência Brito (Ribeira do Pombal-Ba) e Colégio Professor João de Oliveira (Poço Verde-Se). Atualmente mantem o Landisvalth Blog, é professor e Vice-Diretor do Colégio Estadual José Dantas de Souza e administrador e editor do Contraprosa.

Deixe uma resposta