Quanto posso dar de entrada em um imóvel usado em Porto Seguro?

Comprar um imóvel em Porto Seguro é mais fácil do que se imagina (foto: Pixabay)

A aquisição de um imóvel é algo grandioso que envolve uma quantia considerável de dinheiro e acima de tudo atenção, a questão aqui é, quando se vai em busca de casas para vender em Porto Seguro, qual o valor que se pode dar de entrada na aquisição de um imóvel usado? Já de início avisamos que optar por um imóvel usado é a melhor escolha para quem não tem muito dinheiro para investir, pois os imóveis usados não exigem um valor muito alto na maioria dos casos já que não são lançamentos, mas surgem algumas dúvidas nesta modalidade e é muito importante saber sobre as regras de financiamento, para que nada dê errado ou aconteça algo fora do esperado.

 A começar pelas formas de financiamento, uma dúvida constante é se realmente é possível utilizar o FGTS para esse tipo de aquisição. Como todos sabem o FGTS é um benefício trabalhista (Fundo de Garantia por Tempo de Serviço) mais utilizados para compras de imóveis. Sim é possível! Esse recurso é muito útil para financiamentos independentemente se é para compra de imóveis usados ou novos, isso não interfere em absolutamente nada, então pode ficar tranquilo quanto a isso.

 E já que tocamos no assunto FGTS por que não falar das taxas de juros também não é mesmo. As taxas agem sobre o valor total do imóvel que você deseja adquirir independentemente do tipo de imóvel, então esse ponto não muda em nada mas vale lembrar que é necessário que você preste atenção nesses valores, para ter a certeza de que não irá cair em nenhum golpe, o recomendável é que você procure por uma imobiliária de sua confiança para realizar o financiamento de modo seguro. É importante que assim que escolher o imóvel que deseja você pesquise sobre como funciona a forma de trabalho das instituições financeiras que conhece, para encontrar a que melhor se encaixe em seu perfil de orçamento, se informando sobre as condições e taxas de cada um, lembrando que existem taxas mínimas definidas pelo Sistema Financeiro de Habitação, então fique atento!

 E quem pode financiar um imóvel usado? Essa pergunta é bem comum e a resposta é bem agradável! Basta você ser emancipado ou ter mais de 18 anos e toda a responsabilidade sobre o pagamento e documentação que envolvem a aquisição do imóvel que está adiquirir será unicamente do contratante, mas saiba que a pessoa que deseja adquirir e arcar com todas as responsabilidades da aquisição não pode ser inadimplente, ou seja, com nenhum débito em aberto! Pode ser até que você consiga mesmo estando devendo, porém as condições que são oferecidas nesses casos não são nem um pouco vantajosas.

 Agora vamos ao que realmente é o foco deste artigo, quanto posso dar de entrada em um apartamento em Porto Seguro usado? As linhas de crédito que são disponibilizadas pelas instituições bancárias ou incorporadoras não liberam parcelas acima de 30% do seu orçamento mensal, pois esse modo de trabalho garante que o seu orçamento bruto que está comprometido na aquisição não irá lhe colocar em maus lençóis ou lhe atrapalhar de alguma forma no seu gasto com necessidades do dia a dia. O fato aqui é que independentemente se a sua renda for baixa ou alta, as parcelas do financiamento precisam ser proporcionais para que você consiga dar conta de efetuar o pagamento da aquisição com tranquilidade. E tudo isso dentro do prazo de pagamento que foi estipulado claro. Vamos dar um exemplo para que você possa entender melhor:

 Vamos supor que a sua renda mensal é de R$ 3.300,00, então você poderá pagar parcelas de no máximo R$ 1.100,00. Até aí deu para entender bem, agora vamos imaginar que o imóvel que deseja custa em torno de R$ 600.000,00, isso levaria supostamente 45 anos para terminar de pagar totalmente o imóvel sem dar a entrada, mas como a entrada é necessária e o valor é de 20% a 30%, nesse caso vamos da o exemplo de como se fosse a entrada de R$ 120.000,00 (20%), ou seja, restaria R$ 480.000,00 que seria em torno de 36 anos de pagamento, mas isso é apenas um exemplo para que você tenha uma noção da magnitude da aquisição, pois esse valor e o tempo para pagar dependerá do seu orçamento e do imóvel que deseja. Vale lembrar que caso você tenha uma poupança ou no meio do processo de pagamento ganhe um dinheiro extra você tem a opção de realizar um adiantamento.

 Como pode perceber ao longo do artigo o processo de compra de um imóvel usado não é muito diferente da aquisição de um imóvel novo, a única diferença é que se pode pagar mais barato, o que consequentemente torna a entrada mais acessível, sem falar que em muitos dos casos dá para se negociar a entrada para um valor ainda mais baixo mas isso varia conforme as exigências do proprietário do imóvel no qual você tem interesse.

E aí, curtiu o artigo e pretende alugar seu imóvel? Então compartilhe em suas redes sociais!!!

Landisvalth Lima

Professor, escritor e jornalista. Editou os jornais A Voz da Região (Serrinha-Ba), Tribuna do Nordeste (Ribeira do Pombal-Ba) e A Voz do Sertão (Heliópolis-Ba). Trabalhou na Rádio Difusora de Serrinha e foi repórter colaborador dos jornais Correio da Bahia e Jornal da Bahia. É autor dos livros A mulher do Pé de Cabra, Cariri Sangrento e A Esquerda Bastarda (romances); Patologias Educacionais do Semiárido Baiano (Tratado) e O Avesso do Exato (poesia). Foi professor de Língua Portuguesa dos colégios Brasilia e Colégio do Salvador (Aracaju-Se), Waldir Pires (Heliópolis-Ba), Evência Brito (Ribeira do Pombal-Ba) e Colégio Professor João de Oliveira (Poço Verde-Se). Atualmente mantem o Landisvalth Blog, é professor e Vice-Diretor do Colégio Estadual José Dantas de Souza e administrador e editor do Contraprosa.

Deixe uma resposta