Rogério Carvalho nomeia filha de Lula para gabinete no senado

Lurian Lula da Silva, em gesto nobre para jornalistas (foto: Wilton Junior/Estadão)

Não se sabe como reagirão os milhares de leitores do PT espalhados pelo Estado de Sergipe, que votaram no partido com esperança de melhorar a situação do país. Além da derrota a nível nacional, o Partido dos Trabalhadores dá demonstrações inequívocas de que deixou de ser dos trabalhadores e passou a ser uma empresa dos Lula da Silva. Nesta quinta-feira (12) foi publicado no Boletim Administrativo do Senado da República o mais novo emprego de Lurian Cordeiro Lula da Silva, filha do ex-presidente Lula: assistente parlamentar do senador Rogério Carvalho, do PT de Sergipe.

Não. Ela não estava desempregada. Foi promovida. Lurian pediu demissão da Assembleia Legislativa do Rio, onde estava nomeada com um salário líquido de R$ 5.715,49, para ter uma remuneração de R$ 10.763,57, incluindo auxílio-alimentação. Vai trabalhar no gabinete do senador Rogério Carvalho, único eleito na chapa encabeçada por Belivaldo Chagas (PSD), já que a outra vaga ficou com a oposição, elegendo o delegado Alessandro Vieira, na época filiado à Rede Sustentabilidade. Na foto, Lurian, em 2016, faz um gesto elegante para o que ela chama de “mídia golpista”.  

Landisvalth Lima

Professor, escritor e jornalista. Editou os jornais A Voz da Região (Serrinha-Ba), Tribuna do Nordeste (Ribeira do Pombal-Ba) e A Voz do Sertão (Heliópolis-Ba). Trabalhou na Rádio Difusora de Serrinha e foi repórter colaborador dos jornais Correio da Bahia e Jornal da Bahia. É autor dos livros A mulher do Pé de Cabra, Cariri Sangrento e A Esquerda Bastarda (romances); Patologias Educacionais do Semiárido Baiano (Tratado) e O Avesso do Exato (poesia). Foi professor de Língua Portuguesa dos colégios Brasilia e Colégio do Salvador (Aracaju-Se), Waldir Pires (Heliópolis-Ba), Evência Brito (Ribeira do Pombal-Ba) e Colégio Professor João de Oliveira (Poço Verde-Se). Atualmente mantem o Landisvalth Blog, é professor e Vice-Diretor do Colégio Estadual José Dantas de Souza e administrador e editor do Contraprosa.

Deixe uma resposta