Sergipe vai mobilizar escolas públicas para prevenção à dengue

De forma conjunta, as secretarias da Saúde (SES) e da Educação, do Esporte e da Cultura (Seduc) intensificarão, nas próximas semanas, o alerta contra a proliferação do mosquito transmissor da dengue

 Sergipe contra a proliferação do mosquito transmissor da dengue (Foto: Eugênio Barreto/Ascom Seduc)

Com a proposta de intensificar junto às crianças e adolescentes das escolas públicas estaduais e municipais, as ações de combate e prevenção à proliferação do Aedes aegypt, mosquito transmissor da dengue, os secretários de Estado da Educação, do Esporte e da Cultura (Seduc), Josué Modesto, e da Saúde, Valberto de Oliveira, reunidos com técnicos de ambas as pastas, discutiram nesta sexta-feira (24), estratégias para ampliar a mobilização da sociedade em torno dessa agenda.

“Já estivemos reunidos com gestores da Saúde dos municípios com maior índice de proliferação do mosquito transmissor da dengue, para articular ações conjuntas de prevenção, e vamos agora estender esse trabalho juntos às escolas das redes públicas estaduais e municipais, pois entendemos que estudantes e professores têm papéis importantes nesse trabalho de conscientização”, afirmou o secretário Valberto de Oliveira.

De acordo com Josué Modesto, a Secretaria de Estado da Educação, do Esporte e da Cultura já desenvolve ações de orientação educativa nas escolas estaduais, no âmbito do Programa Saúde na Escola, voltadas à prevenção da proliferação do mosquito transmissor da dengue. “Mas, para além das ações do PSE, vamos convocar todos os nossos diretores regionais de Educação e convidar os gestores municipais da Educação para que, conjuntamente, realizemos uma ampla mobilização nas escolas públicas estaduais e municipais, com ações de orientação sobre a prevenção ao Aedes aegypt”, destacou.

No último dia 17 de abril, o governo de Sergipe lançou a campanha “Dengue Mata”, uma ação voltada à conscientização da população sergipana sobre os perigos da doença causada pela picada do mosquito Aedes aegypti. A campanha está sendo veiculada em emissoras de rádio, televisão e redes sociais.

“Precisamos alertar a população porque a dengue mata. É uma doença perigosa e as pessoas precisam ter cuidado, não podem se acomodar, os cuidados têm que ser permanentes, principalmente no período de chuvas. Então o nosso foco é, através da mídia, levar as orientações e chamar a atenção da população para esse perigo, para fazer chegar essas dicas e informações importantes”, ressaltou Mércia Feitosa, diretora de Vigilância em Saúde da SES.

Também por meio da Secretaria de Estado da Saúde, no último dia 14, o governo de Sergipe anunciou o retorno da Brigada Itinerante, força-tarefa gerenciada que atuará na eliminação e no tratamento de possíveis criadouros do vetor nos municípios sergipanos. “É mais uma estratégia para fortalecimento das ações realizadas em regime de colaboração entre o Estado e os municípios sergipanos”, ressalta Mércia Feitosa.

Fonte: ASN – Agência Sergipe de Notícias

Landisvalth Lima

Professor, escritor e jornalista. Editou os jornais A Voz da Região (Serrinha-Ba), Tribuna do Nordeste (Ribeira do Pombal-Ba) e A Voz do Sertão (Heliópolis-Ba). Trabalhou na Rádio Difusora de Serrinha e foi repórter colaborador dos jornais Correio da Bahia e Jornal da Bahia. É autor dos livros A mulher do Pé de Cabra, Cariri Sangrento e A Esquerda Bastarda (romances); Patologias Educacionais do Semiárido Baiano (Tratado) e O Avesso do Exato (poesia). Foi professor de Língua Portuguesa dos colégios Brasilia e Colégio do Salvador (Aracaju-Se), Waldir Pires (Heliópolis-Ba), Evência Brito (Ribeira do Pombal-Ba) e Colégio Professor João de Oliveira (Poço Verde-Se). Atualmente mantem o Landisvalth Blog, é professor e Vice-Diretor do Colégio Estadual José Dantas de Souza e administrador e editor do Contraprosa.

Deixe uma resposta