Simão Mão Boba, Gel e Seus Manos: dimensão inimaginável do forró raiz

Gel e Seus Manos é banda que valoriza o forró raiz (foto: Divulgação)

Gel e seus manos é uma banda de forró formada no ano de 2000 na cidade de Jaboatão dos Guararapes, no Estado de Pernambuco, composta por Gel do Acordeom, Gilson Monteiro e Geibinho Lobão. Os três irmãos aprenderam a tocar instrumentos musicais ainda na infância, acompanhando o pai, o sanfoneiro Simão Mão Boba.    Em 1995, Gel virou sanfoneiro da Banda Mel com Terra, do Grupo Mastruz com Leite. Depois de gravar vários cd’s da banda e viajar muito pelo Brasil, resolveu seguir projeto próprio. Chamou os irmãos e, com o aval do pai, nasce Gel e seus manos.

O grande mentor da Banda é Simão Mão Boba (esquerda), pai dos meninos e sanfoneiro habilidoso. (foto: Divulgação)

A banda segue o padrão do forró eletrônico, mas não abandona o forró raiz. Tanto é que, no portal da banda no You Tube, vários vídeos são do sanfoneiro Simão Mão Boba. O pai dos meninos influenciou toda a família. E não é para menos, já que é dono de um talento ímpar, que lembra muito Noca do Acordeon, Waldonys, Sivuca, Dominguinhos, Oswaldinho e, claro, Luiz Gonzaga.  Simão maneja o teclado de sua sanfona como se fosse o próprio inventor do instrumento. Os clássicos do forró nordestino ganham uma dimensão sonora inimaginável no seu acordeom, parecendo que o sanfoneiro é peça única que sintetiza toda uma orquestra.

No portal Sua Música, Gel e seus manos tem três cd’s: Amor de verdade, O homem apaixonado e No forró de pai para filho – ao vivo. Neste último há 29 músicas de variadas épocas do principal ritmo sertanejo do nordeste do Brasil. Do grupo musical, Gel é o compositor e conta com a auxilio luxuoso de sua esposa, Patrícia Carvalho. Seus trabalhos autorais mais conhecidos são: “De Recife a Fortaleza” (instrumental), “O beijo” e “Agora sou mais eu”, estas duas últimas constam no repertório do cd Amor de Verdade. O irmão caçula, Geibinho Lobão, é o cantor da banda e tem muito carisma. O zabumbeiro Gilson Monteiro é talvez o mais experiente de todos: toca sempre nas turnês de Waldonys, inclusive na que inaugurou uma turnê do artista pela Europa. Também já tocou com Dominguinhos, Lucy Alves, Padre Marcelo Rossi, Fábio Carneirinho, Chambinho do acordeom, entre outros, e participou da gravação do cd “Partimpim 2” de Adriana Calcanhoto.

 

Landisvalth Lima

Professor, escritor e jornalista. Editou os jornais A Voz da Região (Serrinha-Ba), Tribuna do Nordeste (Ribeira do Pombal-Ba) e A Voz do Sertão (Heliópolis-Ba). Trabalhou na Rádio Difusora de Serrinha e foi repórter colaborador dos jornais Correio da Bahia e Jornal da Bahia. É autor dos livros A mulher do Pé de Cabra, Cariri Sangrento e A Esquerda Bastarda (romances); Patologias Educacionais do Semiárido Baiano (Tratado) e O Avesso do Exato (poesia). Foi professor de Língua Portuguesa dos colégios Brasilia e Colégio do Salvador (Aracaju-Se), Waldir Pires (Heliópolis-Ba), Evência Brito (Ribeira do Pombal-Ba) e Colégio Professor João de Oliveira (Poço Verde-Se). Atualmente mantem o Landisvalth Blog, é professor e Vice-Diretor do Colégio Estadual José Dantas de Souza e administrador e editor do Contraprosa.

Deixe uma resposta