Socorro aos municípios será pago a partir do dia 09 de junho

O socorro aos municípios visa compensar as perdas de arrecadação com a pandemia da Covid-19 (Foto: Divulgação)

A Confederação Nacional de Municípios (CNM) atualizou a estimativa de quanto cada cidade do país vai receber do pacote de socorro financeiro da União em meio à pandemia da Covid-19. O projeto com os detalhes do pacote foi sancionado por Jair Bolsonaro na data-limite, no último dia 28. Os valores serão pagos em quatro parcelas. A equipe econômica sinalizou que as transferências começarão na terça-feira (09) da próxima semana.

Na nossa região, Ribeira do Pombal receberá o maior quinhão: R$ 4.867.020,70. Cícero Dantas receberá 2.941.089,04, Fátima ficará com 1.618.209,53, Ribeira do Amparo terá 1.319.894,55 e Heliópolis um total de 1.178.696,95. No estado de Sergipe, Poço Verde receberá 2.535.474,95.  Entre os critérios usados para o rateio, estão o tamanho da população, a receita de ICMS, a cota do fundo de participação e as compensações da Lei Kandir. Parte dos recursos terá de ser obrigatoriamente destinada à saúde e à assistência social. As compras terão de dar preferência a micro e pequenas empresas.

Para saber quanto seu município vai receber, dê um clique A Q U I.

Com a colaboração de O Antagonista.

Landisvalth Lima

Professor, escritor e jornalista. Editou os jornais A Voz da Região (Serrinha-Ba), Tribuna do Nordeste (Ribeira do Pombal-Ba) e A Voz do Sertão (Heliópolis-Ba). Trabalhou na Rádio Difusora de Serrinha e foi repórter colaborador dos jornais Correio da Bahia e Jornal da Bahia. É autor dos livros A mulher do Pé de Cabra, Cariri Sangrento e A Esquerda Bastarda (romances); Patologias Educacionais do Semiárido Baiano (Tratado) e O Avesso do Exato (poesia). Foi professor de Língua Portuguesa dos colégios Brasilia e Colégio do Salvador (Aracaju-Se), Waldir Pires (Heliópolis-Ba), Evência Brito (Ribeira do Pombal-Ba) e Colégio Professor João de Oliveira (Poço Verde-Se). Atualmente mantem o Landisvalth Blog, é professor e Vice-Diretor do Colégio Estadual José Dantas de Souza e administrador e editor do Contraprosa.

Deixe uma resposta