Sorria perde mais quatro lideranças para Binho de Alfredo

Raul Andrade

A candidatura à reeleição do prefeito de Fátima, Manoel Missias, o Sorria, continua seu processo de desidratação. Hoje, mais quatro lideranças abandonaram o barco do 40 e engordaram as trincheiras do 13. E são lideranças porque exerciam cargos importantes na administração. Além de dar dor de cabeça ao prefeito para procurar outros de nivelada competência, enfraquece a campanha para o próximo mandato, que já anda caindo das pernas há algum tempo. Nesta segunda-feira (06), romperam com o prefeito Vanessa Reis – Coordenadora do CRAS, Raul Andrade – Psicólogo do CAPS, Taiza Andrade – Assistente Social do NASF e Maria Edivânia – profissional de Educação Física do NASF.

Nas redes sociais respectivas, cada um deu suas razões para os pedidos de demissão. Vanessa Reis disse que “Comunico a todos que a partir de hoje, 06/07/2020, me desligo da função que atualmente ocupo (Coordenadora do CRAS Isaura Borges) e do vínculo com a Prefeitura Municipal de Fátima.  Sou extremamente grata pelo riquíssimo aprendizado e aproveito para agradecer aos que verdadeiramente valorizaram o meu trabalho. Sei que estes reconhecem a minha contribuição. Não é sobre ganhar ou perder. É sobre reconhecer os equívocos e ter coragem para mudar. É sobre recomeçar e reinventar caminhos sempre. É sobre ser Livre!!!”. Mais que uma justificativa, foi um sincero desabafo.

Taiza Andrade

O psicólogo Raul Andrade seguiu o protocolo e disse: ”Informo que a partir de hoje, 06/07/2020, me desligo da função que atualmente ocupo (Psicólogo do CAPS) e do vínculo com a Prefeitura Municipal de Fátima.  Sou grato pelo aprendizado e pela oportunidade. Levo uma riquíssima bagagem e também deixo a minha contribuição para o município. Foi enriquecedor fazer parte da implantação de dois serviços tão importantes para Fátima (CREAS e CAPS), onde tive a oportunidade de aprender e evoluir com as atribuições. Esclareço que os motivos que me levaram ao pedido de desligamento são estritamente pessoais.”

A Assistente Social Taiza Andrade deixou claro que a motivação foi política. Disse que “mais um ciclo se fecha. Há 6 anos e 7 meses atuei como Assistente Social do NASF, mas a vida nos impõe a fazer escolhas e hoje pedi demissão da minha função. Minha família optou por um partido político e eu a acompanho. Nesses anos de trabalho fiz amizades que, tenho certeza, levarei por toda vida. Vínculos que vão além de escolhas partidárias! Equipes NASF e ESF, tenho muito respeito por todos vocês. Sintam o meu abraço.”

Vanessa Reis

Por fim, Maria Edivânia, profissional de educação física do NASF, justificou o pedido de demissão começando pelo agradecimento: “Agradeço a todos pelas vivências e aprendizados. Cada um contribuiu de forma significativa para minha formação pessoal e profissional, ampliando meu olhar para os processos de trabalho em saúde no município. Tenho muito respeito e carinho por toda equipe. Deus abençoe nosso município e todos os profissionais de saúde. Obrigado por tudo. Um grande abraço!”

A uma altura destas, fogos foram queimadas em todo o município pelos apoiadores de Binho de Alfredo. A cada dia, numa eleição disputada, como uma rede em movimento, um dia está bom para um lado noutro dia está bom para o outro. Só que em Fátima, principalmente nos últimos dias, não se trata mais de uma rede. É algo parecido com uma barca, que leva gente só para um lado e volta vazia para pegar mais. Sorria não terá uma noite feliz, mas nem por isso Binho de Alfredo deve baixar a guarda. Política é como previsão do tempo, mas que a praia do PT está calma e em festa hoje, isso ninguém duvida.

Landisvalth Lima

Professor, escritor e jornalista. Editou os jornais A Voz da Região (Serrinha-Ba), Tribuna do Nordeste (Ribeira do Pombal-Ba) e A Voz do Sertão (Heliópolis-Ba). Trabalhou na Rádio Difusora de Serrinha e foi repórter colaborador dos jornais Correio da Bahia e Jornal da Bahia. É autor dos livros A mulher do Pé de Cabra, Cariri Sangrento e A Esquerda Bastarda (romances); Patologias Educacionais do Semiárido Baiano (Tratado) e O Avesso do Exato (poesia). Foi professor de Língua Portuguesa dos colégios Brasilia e Colégio do Salvador (Aracaju-Se), Waldir Pires (Heliópolis-Ba), Evência Brito (Ribeira do Pombal-Ba) e Colégio Professor João de Oliveira (Poço Verde-Se). Atualmente mantem o Landisvalth Blog, é professor e Vice-Diretor do Colégio Estadual José Dantas de Souza e administrador e editor do Contraprosa.

Deixe uma resposta