Traficantes são mortos em Poço Verde

Os policiais da ação e os três meliantes mortos (foto: O Boyzinho/Hora da Notícia Tabuleirinho)

Não que a violência tenha acabado totalmente, mas é certo que os números estavam até generosos com o município de Poço Verde, considerado um dos mais violentos do país. Na madrugada desta quinta-feira (30), as estatísticas voltaram ao patamar de sempre. Numa operação desencadeada de forma conjunta entre Policiais Militares do 11º Batalhão de Polícia e a Polícia Civil de Sergipe, com o objetivo de combater o tráfico de drogas e os inúmeros homicídios nos municípios da região, três meliantes foram alvejados em confronto com a polícia e levaram a pior. Ainda na mesma operação, duas pessoas foram presas na sede da cidade de Poço Verde.  

Segundo informações do comandante do 11º Batalhão de Polícia, tenente-coronel Alexsandro Ribeiro, os suspeitos vinham causando pânico com a prática de crimes no local. “Eles vinham aterrorizando o município e a população com medo fez a denúncia. Ao avistar a polícia, eles trocaram tiros e foram alvejados”, informou o comandante à imprensa. Os suspeitos, todos jovens ainda, foram socorridos e levados ao Hospital Regional de Poço Verde, onde vieram a óbito. Durante a operação, foram apreendidas cocaína e maconha, além de três armas de fogo. A polícia acha que ainda há mais pessoas envolvidas e continua a investigar.

 Os policias acreditam que há uma nova organização criminosa tentando comandar o tráfico de drogas e praticar homicídios em Poço Verde (SE). De acordo com o delegado, Fábio Alan Pimentel, foram presos na manhã de hoje Sérgio Gabriel de Jesus Pereira, responsável por receber a droga que vai daqui da Bahia para distribuir para outros traficantes em Sergipe, e Romário de Jesus Santos, que guardava as drogas enterradas em sua casa. Na residência deste último foi encontrado meio quilo de maconha.

Na sequência, as equipes se deslocaram até a casa de três pessoas identificadas como Luciano Braz de Jesus, José Islan de Jesus Leal e Emanuel da Silva Rabelo. Estes reagiram, houve troca de tiros e foram mortos. “Os três integrantes da organização criminosa que morreram nos confrontos eram os responsáveis por matar as pessoas que não sanavam os débitos com a organização”, comentou o delegado Fábio Alan. 

Com informações do Hora da Notícia Tabuleirinho e O Boyzinho.

Landisvalth Lima

Professor, escritor e jornalista. Editou os jornais A Voz da Região (Serrinha-Ba), Tribuna do Nordeste (Ribeira do Pombal-Ba) e A Voz do Sertão (Heliópolis-Ba). Trabalhou na Rádio Difusora de Serrinha e foi repórter colaborador dos jornais Correio da Bahia e Jornal da Bahia. É autor dos livros A mulher do Pé de Cabra, Cariri Sangrento e A Esquerda Bastarda (romances); Patologias Educacionais do Semiárido Baiano (Tratado) e O Avesso do Exato (poesia). Foi professor de Língua Portuguesa dos colégios Brasilia e Colégio do Salvador (Aracaju-Se), Waldir Pires (Heliópolis-Ba), Evência Brito (Ribeira do Pombal-Ba) e Colégio Professor João de Oliveira (Poço Verde-Se). Atualmente mantem o Landisvalth Blog, é professor e Vice-Diretor do Colégio Estadual José Dantas de Souza e administrador e editor do Contraprosa.

Deixe uma resposta