Zé do Sertão, Aroaldo e Waltinho na lista negra do TCE

Zé do Sertão, Aroaldo Barbosa e Waltinho estão inlegíveis para as próximas eleições (montagem: Contraprosa)

O Tribunal de Contas do Estado da Bahia divulgou a lista negra dos inelegíveis para as eleições de 2020. Os listados foram julgados entre 2012 a 2020 e não podem mais recorrer da decisão porque todas as instâncias foram percorridas. A lista tem 571 sentenças do TCE – Tribunal de Contas do Estado da Bahia, com condenações por contas apresentadas. Alguns gestores tem mais de uma condenação. Em Heliópolis, três ex-prefeitos engordam a lista com quatro processos: Aroaldo Barbosa (02), José Emídio Tavares de Almeida Santos – Zé do Sertão (01) e Walter Almeida Rosário – Waltinho (01). Dos três ex-prefeitos, Aroaldo Barbosa e Zé do Sertão estão inelegíveis até 22 de setembro de 2024. Walter Rosário terá inelegibilidade até 9 de agosto de 2026. É bom lembrar que ainda há outros processos que correm no TCM e no TCU. A notícia não é boa para o vereador Claudivan Alves. Ele contaria com Zé do Sertão e Nilda Santana para formar a coligação do MDB para a Câmara Municipal. Agora, só resta Nilda Santana.

A lista tira qualquer possibilidade de candidatura para as eleições deste ano. Se os casos de Walter Rosário e Aroaldo Barbosa já eram conhecidos, o de Zé do Sertão causou surpresa porque ele se candidatou a deputado em 2018. Ocorre que ainda na época cabia recurso. Talvez esteja aí explicado porque ele tenha aceitado de bom grado a escolha da esposa para ser a vice-prefeita na chapa de José Mendonça. Certamente já sabia da decisão do Tribunal de Contas do Estado. Mas ter gestores que aplicam mal os recursos públicos não é só privilégio de Heliópolis. Com paciência, é possível ver nomes consagrados nas urnas num passado próximo. Estão lá Antonio Josevaldo Silva Lima (ex-prefeito e pai do atual prefeito de Serrinha), José Eliotério da Silva Zédafó (ex-prefeito de Araci), José Rubens de Santana Arruda (Rubinho – ex-prefeito de Tucano), Manoelito Argolo dos Santos Júnior (ex-prefeito de Entre Rios), Marcelo da Silva Brito (ex-prefeito de Ribeira do Amparo), Spencer José de Sá Andrade (ex-prefeito de Jeremoabo) e o campeão de sentenças Nelson Issa Lino (gestor do Liceu de Artes e Ofícios da Bahia), com 16 processos.

Veja a lista completa clicando A Q U I.

Landisvalth Lima

Professor, escritor e jornalista. Editou os jornais A Voz da Região (Serrinha-Ba), Tribuna do Nordeste (Ribeira do Pombal-Ba) e A Voz do Sertão (Heliópolis-Ba). Trabalhou na Rádio Difusora de Serrinha e foi repórter colaborador dos jornais Correio da Bahia e Jornal da Bahia. É autor dos livros A mulher do Pé de Cabra, Cariri Sangrento e A Esquerda Bastarda (romances); Patologias Educacionais do Semiárido Baiano (Tratado) e O Avesso do Exato (poesia). Foi professor de Língua Portuguesa dos colégios Brasilia e Colégio do Salvador (Aracaju-Se), Waldir Pires (Heliópolis-Ba), Evência Brito (Ribeira do Pombal-Ba) e Colégio Professor João de Oliveira (Poço Verde-Se). Atualmente mantem o Landisvalth Blog, é professor e Vice-Diretor do Colégio Estadual José Dantas de Souza e administrador e editor do Contraprosa.

Deixe uma resposta